Dep.º de Subversões

16/04/17 — Leave a comment

O Director-Geral da Dissuasão Passiva rebolou pelo escritório adentro, quase provocando um ataque cardíaco ao Barbosa – o que em si é uma contradição da ordem natural das coisas. À quantidade de fumo que submetia os seus pulmões, de álcool em que se embebia e de lances de escadas a que se esquivava, dizia-se que o Director-Geral, certeiramente alcunhado de “Kaput”, andava a dever alguns anos ao fisco da saúde, e provocar uma coisinha má nos outros já era esfregar offshores na cara do povo.

‘Quero um update no G-38329 ASAP’, soprou esganado, por entre os queixos.

Noutros tempos, Barbosa fora néscio ao ponto de afirmar que não tinha nenhum ASAP na sua carteira de Alvos. Depois de uma tempestade de insultos, foi ao sítio. Ainda hoje, não sabe o que ASAP quer dizer.

‘Estamos a fazer todos os possíveis para o subverter à rotina. Já passou por três crises de alergia, três crises de compreensão e três crises existenciais.’

‘Hmm. Para quando a SCA?’

Quanto mais se subia na hierarquia, mais acrónimos se usavam no discurso corrente. SCA substituía Subversão Completa do Alvo.

‘Não posso precisar. Este é um caso resiliente.’

Barbosa, concentrado no ecrã diante de si, fez um esforço para não encarar a veia saliente na têmpora direita do outro.

‘Como é? Estamos há um ano a trabalhá-lo. Isto é um escândalo! Que explicação dá?’

U-oh, pensou Barbosa. Estamos naquela altura do ano em que o Director-Geral tem de mostrar trabalho, e isso não era bom para ninguém, tirando talvez para si próprio. Barbosa pensou duas, e três vezes no que ia dizer, e depois optou pelo plano que já andava a congeminar desde o primeiro dia.

‘Senhor Director, permitia-me que lhe dê as minhas sinceras felicitações.’

A veia, sem perceber, parou de pulsar.

‘Como diz?’

‘Não ouso, claro, relembrar daquele relatório da Estatística de Subversão, e o gráfico do segundo slide do Director-Geral de Histrionismos, porque certamente nunca se iria esquecer de tão importante informação.’

‘Hmm. Sim. Claro que… claro que não. Continue.’

‘No gráfico Total de SCA/Tempo ele referiu os avanços significativos que o nosso departamento tem feito os quais humildemente felicito, e depois, dirigiu o apontador para a longa cauda do gráfico, a que nos advertia para a existência de casos em que o tempo das SCAs tende para o infinito.’

‘Hmm. Siim. Estou a ouvi-lo.’

‘Ele falou na importância desses casos para o sistema. Na responsabilidade de ter Alvos deste género, em que a Subversão tende para o impossível — salientou a necessidade de isolamento destas variáveis, para não infectar os restantes Alvos com imunidade à Subversão. Pude verificar que este indivíduo tem todas as características apontadas pela Autoridade das Subversões como indicadores de Risco, e como tal, voluntario-me para gerir exclusivamente este caso.’

O Director-Geral lutou contra os coágulos no cérebro para encontrar um forma de mandar o Barbosa trocar tudo por miúdos sem parecer incompetente.

‘Muito bem, estou a percebê-lo.’

Barbosa certificara-se que não.

‘Quanto tempo precisa, Barbosa? Para… hmm..’

‘Para isolar esta ameaça e neutralizar os seus efeitos nefastos?’, perguntou Barbosa, ‘O ideal eram três anos e um aumento de 25%…’

‘Certamente conseguirá fazer em menos tempo.’

‘Vai ser difícil. Muito difícil. Mas creio que dois anos em isolamento completo, horário de pedra, internet de alta velocidade, e com todos os meus restantes Alvos passados para outros… mais dez dias de férias por ano… e um aumento de 10%… acho que se começa a afigurar uma tarefa exequível.’

‘Perfeito, Barbosa. Eu sabia que podia contar consigo. Dependemos de si para que o G-qualquer coisa seja subvertido o quanto antes.’

‘Não o deixarei ficar mal.’

Kaput rebolou escritório fora, e Barbosa sentiu a pressão atmosférica a retornar à normalidade. Depois, espreguiçou-se, esbracejou e gritou de fininho como uma adolescente retweetada pelo Justin Bieber, e quando voltou a sentar-se ao computador, limpou as lágrimas e fitou o ecrã. Seleccionou o ficheiro do Alvo G-38329, e arrastou-o para a reciclagem.

‘Subversão subvertida.’

Contente consigo mesmo, Barbosa cruzou os pés sobre a secretária. Pouco depois, decidiu inscrever-se num ginásio.

Advertisements

No Comments

Be the first to start the conversation!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s